sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

ORDEM MAÇÔNICA MÍSTICA E ESOTÉRICA DO BRASIL - OMMEB



A OMMEB é uma Ordem Maçônica regular, independente soberana, que admite, em igualdade de condições, homens e mulheres dispostos a construir um sociedade mais justa e fraternal dentro dos princípios da Maçonaria Universal. É uma Entidade iniciática, filosófica, cultural, filantrópica e sem fins lucrativos.

Ao contrário das Ordens Maçônicas tradicionais sujeitas aos ditames da Grande Loja da Inglaterra, a OMMEB repudia energicamente o LANDMARK nº 18, cujo texto, datado de 1723, literalmente proíbe o ingresso na Maçonaria “de escravos, mulheres e aleijados”. A OMMEB entende que este Landmark é um anacronismo absurdo, e se constitui numa flagrante contradição com os princípios de Igualdade, Liberdade e Fraternidade sempre propugnados pela Maçonaria; é além disso, um modo cruel e ignominioso de qualificar seres humanos e determinar arbitrariamente quem tem e quem não tem direito à Iniciação. 

A Ordem Maçônica Mística e Esotérica do Brasil - OMMEB, foi constituída legalmente e legitimamente, a 02 de Fevereiro de 2002, pelas seguintes Lojas Simbólicas, Justas, Perfeitas e Regulares: "Pioneira da Liberdade n° 01”. fundada no dia 12 de Março de 2001; "Loja Alquímica Pitágoras n° 02", fundado no dia  07 de Setembro  de  2001;  "Hermes  Trismegistus n°  03". fundada no dia 10 de Novembro de 2001; e pela "Loja de Pesquisas Maçônicas Apollonius de Thiana n°  04", fundada no dia 22 de Janeiro de 2002.

A Ordem Maçônica Mística e Esotérica do Brasil - OMMEB é uma organização maçônica soberana e independente, com governo e responsabilidade mística, rirualística, litúrgica e administrativa. Não divide sua autoridade e soberania nem se sujeita ao domínio ou controle de qualquer outro corpo maçônico nacional ou estrangeiro.

Assim constituída de Lojas Masculinas, Lojas Mistas e de Lojas Femininas, fraternalmente unidos, sem distinção de raças, sexos, religiões e filosofias, impõe-se a Ordem, para atingir sua finalidade, um método ritualístico e simbólico, graças ao qual seus membros edificam seu templo à perfeição e à glória da humanidade e no interesse de melhor governar os maçons da fraternidade pela representação geral e eqüitativa, a OMMEB tem por princípios o amor à Deus, à Pátria, à Humanidade e à família, e por objetivo pregar e propagar os princípios de tolerância, respeito e Amor Fraternal, que garantem a liberdade de consciência e a livre manifestação do pensamento, dentro da moral e da obediência às leis do país, e  que  permitirão, com Virtude e Sabedoria,  o conseguimento do sublime ideal maçônico - a Paz Universal, pela confraternização dos Povos.

Com suprema autoridade administrativa, ritualística e litúrgica a Ordem Maçônica Mística e Esotérica do Brasil é o único poder de onde emanam Leis e Regulamentos para o governo de Lojas e Maçons de sua jurisdição; assim também, só ela pode alterar, revogar ou anular essas Leis e Regulamentos, sempre, porém, respeitando a Constituição Brasileira, a Constituição de Anderson, as Antigas Obrigações, os Landmarks e as Leis do Simbolismo.

A Ordem Maçônica Mística e Esotérica do Brasil - OMMEB, oferece aos seus Obreiros além dos Graus Simbólicos, 1°, 2° e 3°, também oferece os ensinamentos dos Altos Graus, do 4° ao 33° do Rito Escocês Antigo e Aceito - REAA, isto é, admitindo às suas Lojas a realização dos trabalhos nos três Graus Simbólicos de Aprendiz, Companheiro e Mestre, como também, em Câmara de Instrução Hermética.

Vale salientar que a Ordem Maçônica Mística e Esotérica do Brasil - OMMEB, também, funciona com as Lojas Alquímicas, proporcionando aos seus membros, os ensinamentos de Alquimia, Kabalah, Tarologia, etc.

A OMMEB, além de oferecer aos seus Obreiros e Obreiras, os ensinamentos da Maçonaria Universal, a nossa Instituição também oferece, o ensinamento esotérico com instruções individuais para cada membro, entregue mensalmente, fazendo parte do ensinamento privativo da nossa Instituição.

A ORDEM MAÇÔNICA MÍSTICA E ESOTÉRICA DO BRASIL - OMMEB
NA ATUALIDADE



A Ordem Maçônica Mística e Esotérica do Brasil - OMMEB, é uma Potência Maçônica Mista, constituída de Lojas Masculinas, Lojas Mistas e de Lojas Femininas, é uma Obediência Maçônica regular, legítima, independente, soberana, que admite em suas Lojas Mistas, em igualdade de condições, homens e mulheres, é uma entidade iniciática, filosófica, cultural, filantrópica e sem fins lucrativos.

A OMMEB na sua fundação contou com a participação de Mestres Maçons pertencentes a diversas Potências Maçônicas, a OMMEB não promoveu qualquer cisão ou dissidência, tendo contado em seu início com a cooperação fraternal de Irmãos e Irmãs de praticamente todas as Obediências existentes no Estado de Pernambuco.           

Com 04 Lojas Simbólicas, 03 Lojas Alquímicas, e 01 Loja de Perfeição, todas ativas no Recife, Capital do Estado de Pernambuco, 01 Triângulo na cidade de Palmares - PE, 01 Triângulo Alquímico na cidade de Palmares - PE, com representantes nas cidades de Pesqueira - PE, Barreiros - PE, Lagoas dos Gatos - PE, Joaquim Nabuco - PE, Abreu e Lima – PE, Paulista - PE, São Lourenço da Mata - PE, Caruaru - PE, Juazeiro do Norte – CE, Parnamirim – PE, Suécia - Europa, e nas Capitais: Aracaju – SE, Maceió - AL, Teresina - PI e Natal – RN.

Assim orientada, a Ordem Maçônica Mística e Esotérica do Brasil - OMMEB, considera seus Obreiros como Maçons Antigos, Livres e Aceitos, permitindo a suas lojas pautarem seus trabalhos pelos Rituais dos três primeiros Graus do Rito Escocês Antigo e Aceito, Rito Moderno ou Francês, Rito Adonhiramita, ou quaisquer outros que venham ser adotados, e exigindo de seus membros  a  mais  rigorosa  prática das virtudes domésticas e cívicas, na família e na Pátria, declara que no trabalho se resume o dever essencial do homem e da mulher, honrando por igual o trabalho manual e o intelectual.
Vale salientar que a Ordem Maçônica Mística e Esotérica do Brasil - OMMEB, funciona com as Lojas Alquímicas, proporcionando aos seus membros, os ensinamentos de Kabalah e Tarologia, etc.

A OMMEB, além de oferecer aos seus Obreiros e Obreiras, os ensinamentos da Maçonaria Universal, a nossa Instituição também oferece, o ensinamento esotérico com instruções individuais para cada membro, entregue mensalmente, fazendo parte do ensinamento privativo da nossa Instituição.

COMO INGRESSAR

FILIAÇÃO - Maçons placetados ou adormecidos podem filiar-se à Ordem Maçônica Mística e Esotérica do Brasil - OMMEB, solicitando Proposta de Filiação ou de Regularização à Grande Secretaria Geral de Relações Interiores, na Sede da OMMEB, expondo os motivos de seu afastamento da Loja de origem. A Proposta preenchida deverá ser acompanhada dos documentos maçônicos de  praxe.

INGRESSO - O Postulante deve enviar carta ou e-mail para a Ordem Maçônica Mística e Esotérica do Brasil - OMMEB., expondo os motivos pêlos quais pede acesso à Maçonaria, que já leu sobre o assunto, e qual sociedade de cunho espiritual ou religioso, cívico ou iniciático que frequentou ou freqüenta.

O Postulante residente em local onde não existe Triângulo ou Loja Federado a OMMEB, terá seu caso resolvido individualmente.

Se você é um(a) buscador(a) e deseja a fraternidade universal, e respeita a lei de seu país, respeita todas as religiões e crer na vida após a morte. A OMMEB - Ordem Maçônica Mística e Esotérica do Brasil, não faz distinção social só quer que você receba mais Luz a bem da humanidade.

Entre hoje mesmo em contato com a Ordem Maçônica Mística e Esotérica do Brasil - OMMEB, com sede à Rua Gervásio Pires, n° 47 – 2º Andar, Sala 202, Boa Vista - CEP: 50.050-070 – Recife  – PE Fone: (0xx81) 3071-1032. E-mail: ommeb@ig..com.br.

O QUE SE OBTÉM SENDO MAÇOM?

A possibilidade de se aperfeiçoar, de se instruir, de se disciplinar, de conviver com pessoas que por suas palavras e obras podem se constituir de exemplos, de encontrar afetos fraternais em qualquer lugar do mundo, de ter a enorme satisfação de haver contribuído, mesmo em pequena parcela, para a obra moral e grandiosa do desenvolvimento humano.

A Maçonaria não considera possível o progresso senão com base do respeito à personalidade, à justiça social e a mais estreita solidariedade entre as pessoas. Ostenta o seu lema "Liberdade, Igualdade e Fraternidade" com a abstenção das bandeiras políticas e religiosas. O segredo maçônico, que de má fé e caluniosamente tem se servido os seus inimigos para fazê-la suspeita entre os espíritos cândidos ou em decadência não é um dogma senão um procedimento, uma garantia, uma defesa necessária e legítima, como inevitavelmente tem sucedido com todo direito e seu dever correlativo, o preceito das reservas maçônicas já tem experimentado sua evolução nos tempo e segundo os países. A Maçonaria não tem preconceito de poderes e nem admite em seu seio pessoa que não tenha um mínimo de cultura que lhes permitam praticar os seus sentimentos e tenham uma profissão ou renda com que possam atender às necessidades dos seus familiares, fazer face às despesas da sociedade e socorros aos necessitados.



Acima de tudo, esperamos que ingresse em nossa Ordem imbuído do espírito de servir. Sua mente deve estar aberta, livre de preconceitos e distinções humanas.

Saiba que ingressará numa poderosa Organização que, no transcurso das eras, tem prestado real serviço à humanidade e impedido o retrocesso das civilizações.

Deverá compreender que a iniciação é um privilégio e uma  bênção para a alma humana cuja repercussão na evolução do ser  será eternamente benéfica e salutar.

Uma simples análise do mundo revelará que ele está num período transitório e difícil. Observa-se crise econômica, social e política: conflitos em todos os continentes, dificuldades nas relações internacionais e incertezas quanto ao futuro da humanidade.

O mundo, mais do que nunca, precisa de personalidades eminentes, corajosas, sábias e experientes, para conduzir a humanidade a um “modus vivendi” digno.

A Maçonaria trabalha para o melhoramento intelectual, moral e social da humanidade. Não será bom que, cada vez. o número maior de pessoas realizem este sonho? Esta é a razão da Ordem Maçônica Mística e Esotérica do Brasil – OMMEB aceitar como membros, os homens, as mulheres e os jovens.

Se desejas ardentemente ingressar na Augusta Instituição Maçônica e de ti converteres em um dos seus membros militantes, deves perguntar a ti mesmo. SOU LIVRE E DE BONS COSTUMES? Ser livre significa ser independente, ganhar o suficiente para a sua própria subsistência e de seus familiares, atender aos seus compromissos sem prejuízos de quem quer que seja, ter consciência de seus deveres familiares, sociais, morais e religiosos, e executa-los com seriedade.

Ter dezoito anos completos e poder assumir os novos encargos da Ordem; ter tempo disponível para comparecer às reuniões da Loja. Não ter compromisso com organizações que proíbam o acesso a correntes espiritualistas. Ser livre é possuir autonomia, é ter direito de reger-se. Deve-se também ser subjetivamente livre: de preconceitos, superstições, maledicências e qualquer escravidão.

Ser livre é não ficar preso a um padrão estabelecido. Existem, no entanto, duas escalas de liberdade: a física e a psicológica, sendo que o cerceamento da liberdade física não impede que o indivíduo experimente a liberdade espiritual. Muitas vezes, o conceito de liberdade é confundido pelo homem. Acreditando-se livre, é prisioneiro de si mesmo, da sua ignorância, preconceitos e arrogância.

Liberdade é um estado de espírito. É poder ir a busca do desconhecido sem sentir-se preso a experiências passadas. Livre é alguém que, não sendo irresponsável ou escandaloso, agredindo a sociedade pela sua vida condenável, não seja, por outro lado, deploravelmente fraco, joguete passivo das circunstancias e das pessoas que o rodeiam. É alguém que sabe o que quer, que não tem medo, que possui liberdade de pensamento e condições psicológicas para absorver determinados ensinamentos, através do estudo e da reflexão, sem pré-julgamentos. Alguém com coragem para criar, tendo sempre como objetivo o evoluir.

É óbvio que não se espera do candidato à admissão na Ordem, que seja livre no sentido último da palavra, um ser liberto das ilusões da vida terrena. Mas, espera-se dele uma certa medida de liberdade tanto interior como exterior. BONS COSTUMES significam relacionar-se bem com as pessoas; aceita-las exatamente como são; saber que a diferença entre os seres é parte de um plano de Vida Superior.

Ser de bons costumes é ter adquirido bons hábitos e salutares princípios que permitam conduzir-se a si mesmo em qualquer condição e lugar. É respeitar no outro tudo aquilo que possa não lhe agradar e aceitar como válida a velha sentença de Voltaire: "Posso não concordar com uma só palavra do que dizes, mas defenderei até á morte com o teu direito de dize-lo". É respeitar a vida em todas as suas formas;

Ser de bons costumes é ser honrado, empenhando todos os seus esforços por se tornar melhor a cada dia que passa. Auxiliar na medida do possível aqueles que imploram por sua benevolência. Abrandar o coração para com seus antagonistas. Deixar, por onde quer que passe, um rastro de luz benéfica que deve caracterizar todo verdadeiro maçom.




Nas cidades onde não exista ainda um Triângulo ou uma Loja federada a Ordem Maçônica Mística e Esotérica do Brasil – OMMEB., e não havendo na localidade pelo menos 07 (sete) Mestres Maçons que queiram e possam participar do projeto, é possível fundar um Triângulo ou uma Loja nova, obedecendo os seguintes passos:

I - Três (03) ou quatro (04) maçons regulares colados nos Grau de Mestre, poderão solicitar ao Grão-Mestre Geral ou ao seu Representante Legal autorização para  fundarem um Triângulo, no oriente onde não existe Triângulo ou Loja, devendo, para isso, juntar os Membros e, possuírem local apropriado, com as alfaias e utensílios indispensáveis.

II - O Triângulo sendo formado por Mestres Maçons as Iniciações, Elevações, Exaltações, Filiações e Regularizações serão realizadas por uma Loja Regular, Justa e Perfeita, mediante autorização do Grão-Mestrado Geral.

III – Sendo para fundar uma Loja é necessário que alguém da cidade em questão seja escolhido como responsável, e se encarregue de reunir um certo número de pessoas interessadas em ingressar na Ordem. É conveniente que o grupo tenha pelo menos 08 (oito) pessoas. Pode-se providenciar com antecedência uma nota na imprensa ou rádio local, e a distribuição de alguns folhetos. Esposas e filhas de maçons naturalmente podem ser convidadas. A idade mínima para ser admitido é 18 anos.

IV - Marca-se uma data para reunir o grupo num local,  que pode ser na residência de alguém, numa sala comercial, auditório público, ou até numa sala de convenções de um hotel, conforme as disponibilidades e o número de interessados. A reunião não deve envolver custos elevados e o ingresso será livre a toda pessoa que aí desejar comparecer.

V - Na data e horário escolhido, e de comum acordo com a sede central da Ordem Maçônica Mística e Esotérica do Brasil – OMMEB., um representante da mesma irá até o local para proferir uma palestra sobre a Ordem, seus propósitos, um pouco da sua história e seus projetos. Responderá a perguntas e esclarecerá dúvidas que surjam na ocasião, explicando os procedimentos necessários para o ingresso, as possíveis dificuldades que o grupo irá enfrentar por motivo da distância, dos custos, da falta de um local apropriado para instalar a Loja.

VI - Se houver no mesmo dia Propostas já preenchidas, elas serão recolhidas e avaliadas, e, se possível, já se procederão às entrevistas com os Candidatos. Não haverá burocracia desnecessária, porém, os Candidatos deverão preencher os requisitos que são de praxe na Maçonaria em qualquer parte do mundo. Por outro lado, serão obedecidas, é claro, as normas próprias e peculiares da Ordem Maçônica Mística e Esotérica do Brasil – OMMEB.

VII - Se a cidade estiver localizada em ponto demasiado distante da sede da  OMMEB., envolvendo, portanto, altos custos de deslocamento e viagens, pode-se estudar a possibilidade de permanecer aí alguns dias, de forma a dar tempo de já proceder à Iniciação dos Candidatos existentes e ministrar-lhes as primeiras Instruções, deixando também as necessárias informações para a fundação da nova Loja, seus Estatutos-padrão, as obrigações fiscais e legais junto aos órgãos do Governo, normas para a escolha de um local de reuniões e os objetos e móveis indispensáveis para o início dos trabalhos maçônicos.

VIII - Havendo a disponibilidade de 07 (sete) Mestres Maçons na ocasião, a Loja pode eventualmente já ser fundada no local, segundo os preceitos da Ordem Maçônica Mística e Esotérica do Brasil – OMMEB., e passar, a partir de então, a funcionar em dependências provisórias durante algum tempo. Estatutos, Rituais, Constituição, Regulamentos e normas gerais da OMMEB serão fornecidos e explicados adequadamente.

IX - Antes de partir, o grupo-fundador enviado pelo Grão-Mestrado Geral da OMMEB deixará estipulado um calendário de visitas subseqüentes, a fim de prosseguir nas Instruções, reunir novos Candidatos e preparar os Aprendizes já instruídos para receberem os graus de Companheiro e de Mestre, assim que cumprirem os requisitos de praxe.

X - Cumpridas algumas formalidades, será fornecida à nova Loja uma Carta Constitutiva Provisória e um número de registro. Uma assistência direta e constante será dada à nova Loja até que ela possa caminhar por suas próprias forças.

XI - Existindo já na localidade um grupo de pelo menos 07 (sete) Mestres Maçons dispostos a participar da fundação de uma nova Loja federada à Ordem Maçônica Mística e Esotérica do Brasil – OMMEB., a fundação pode ocorrer quase de imediato e a iniciação de Candidatos pode começar assim que se tenha local apropriado para as reuniões.

XII - O Grão-Mestrado Geral da Ordem Maçônica Mística e Esotérica do Brasil – OMMEB decidirá, de comum acordo com o grupo de Mestres local, a forma mais conveniente de proceder; a visita de um representante pode ser agendada para dar previamente ao grupo uma palestra de esclarecimento dos propósitos da OMMEB, seus projetos de trabalho, sua filosofia e princípios normativos. Uma outra reunião separada pode ser programada também, esta dirigida aos possíveis candidatos à iniciação. A divulgação do evento ficará a cargo do grupo local de maçons e candidatos.

XIII - Após estas preliminares, uma vez fundada a Loja, e havendo local para a Iniciação, se marcará data para que uma equipe da Ordem Maçônica Mística e Esotérica do Brasil – OMMEB compareça à localidade, e assim, ajudada pelos Mestres da própria cidade, começar os Trabalhos da Loja, iniciando já o primeiro grupo de candidatos.

XIV - Caso exista no local uma Loja independente que deseje federar-se à Ordem Maçônica Mística e Esotérica do Brasil – OMMEB., basta solicitar filiação por meio de uma prancha, dirigida ao Grão Mestrado. São enviados à Loja os Estatutos-padrão da OMMEB., que passarão a reger a Loja. Uma Ata fará constar a decisão dos obreiros da Loja de filiar-se à OMMEB., assinada por todos; na mesma Ata constarão os nomes da Diretoria da Loja e seus cargos, dia da semana e horário escolhidos para as reuniões, periodicidade, etc. Ata e Estatutos serão levados ao Cartório local para registro, cumprindo as exigências legais normais em todo Município do Brasil quando da constituição de uma entidade.

XV - Cumpridas algumas formalidades, a Loja receberá uma Carta Constitutiva Provisória e um número de Registro. Um representante da OMMEB poderá a partir daí fazer algumas visitas, a fim de esclarecer pontos em dúvida sobre Rituais, instruções, procedimentos e etc.





4 comentários:

  1. Acredito que para qualquer religião tenha um mentor que seguimos como norte, ajudar e ser ajudado mexe conosco dando satisfação o quão é importante para a sociedade, portanto, de tantas informações lidas pelo blog, desperta vontade de sentir o porque os maçons são diferenciados.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ficamoa felizes por você ter gostado, Kelson. Para mais informações, entre em contato conosco. Um abraço!

      Excluir
  2. Irmãos sempre me senti maçom,procuro conhecimento.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso é muito bom, Jorge! Algumas pessoas já nascem maçom. Se você se identificou e almeja evoluir... encontraste o caminho certo!

      Excluir